Etiquetas em Papel Térmico

As etiquetas de papel térmico são para impressões com transferência térmica diretamente da impressora, não usam ribbons, podem ser neutras ou personalizadas.

Categoria: Tag:

Descrição

O PAPEL TÉRMICO

Papel térmico comum, geralmente bobinas de cupom fiscal, estacionamentos e recibos do varejo.

O papel térmico é composto de camadas:

• Material (papel base, um papel tipo offset mas com lisura muito superior);
• Primeiro revestimento ou undercoating: contém um pigmento que concentra o calor da impressora e sela o papel;
• Camada térmica: contém os aditivos que reagem ao calor e fazem a impressão aparecer, em geral um corante leuco e ácido revelador.
• Segundo revestimento, overcoating ou “capa”: algumas bobinas de papel térmico recebem uma camada química sobre a superfície para proteger a imagem, aumentar a durabilidade da impressão e tornar o papel térmico mais resistente a umidade e solventes.

Ele também pode ser autoadesivo. Neste caso, teremos ainda a camada de adesivo e liner, ou adesivo e camada de silicone para bobinas. Essas bobinas de papel térmico adesivo são muito usadas em balanças que imprimem a etiqueta em supermercados, padarias e açougues.
A impressora térmica, também conhecida como impressora Zebra ou impressora de etiquetas, possui um cabeçote que aquece os pontos sobre o papel térmico, fazendo a reação da camada térmica acontecer, e assim aparece a impressão.

COR: Embora os mais comuns sejam o branco, amarelo, salmão e azul, a bobina pode ser de qualquer cor, desde que seja clara para que a tinta preta tenha um bom destaque, principalmente para a impressão de códigos de barras. Existem também papéis térmicos cuja cor da impressão é diferente de preto, mas pelo alto custo e pouca aplicação, não são comuns no mercado.
Tempo de vida da impressão
A impressão no papel térmico desaparece naturalmente, processo que se acelera quando exposto a calor, luz e umidade. Não existe papel térmico cuja impressão dura para sempre. Ainda assim, dependendo do fornecedor e linha do material, a impressão pode durar de poucos meses até dez anos se armazenado corretamente.

GRAMATURA OU RESISTÊNCIA: Existem bobinas de papel térmico de diferentes gramaturas. Papeis mais finos são mais práticos para transporte e logística, mas também são mais frágeis e podem não funcionar dependendo da aplicação necessária. Em geral papeis térmicos possuem gramaturas de 56g/m² para cupons em geral, 75 a 80g/m² para contas públicas e 167 a 200g/m² para ingressos e tickets de estacionamento.

PAPEL COM BARREIRA (TOP COATING) OU SEM BARREIRA: É a diferença entre papeis com ou sem aquela camada chamada overcoating.
Papeis sem barreira são mais sensíveis à impressão, por isso você pode trabalhar com temperaturas mais baixas no cabeçote, o que permite velocidade mais alta na impressão. No entanto, o papel sem barreira tem a duração da impressão muito reduzida, e é muito mais sensível à luz,ao calor e a umidade. Apesar de trabalhar com temperatura mais baixa, o papel áspero entra em contato diretamente com o cabeçote, o que pode aumentar o desgaste e comprometer a vida útil do equipamento.
A bobina de papel térmico com barreira recebe uma camada superficial que protege o papel contra a umidade e outros agentes agressivos e também aumenta bem a durabilidade da impressão. Como são menos sensíveis, a impressora de etiquetas trabalha com uma temperatura mais alta no cabeçote, o que diminui a velocidade de impressão. Essa barreira, bastante uniforme, evita o acúmulo de resíduo de tinta e diminui o desgaste da impressora.
Como você pode ver, são vários os fatores que variam. Também é preciso considerar tamanhos, como a largura da bobina e diâmetro do tubete (de 12mm a 76mm, dependendo da aplicação). Além de tudo isso, existe um outro fator, muito importante: a qualidade do próprio material.

Fechar Menu
1
Olá!
Envie sua mensagem no nosso WhatsApp!
Powered by